Posts

A Solidariedade nesses tempos de pandemia

Por Laércio de Oliveira Pinto – Sócio fundador da Data4Business Soluções Inteligentes para Negócios e Ex Presidente da Unidade de Serviços de Crédito da Serasa Experian




Três palavras do nosso léxico ganharam relevância singular durante esses tempos de pandemia: empatia, ressignificação e solidariedade.




Cada uma delas, à sua maneira, tem o poder de nos fazer olhar o mundo de um jeito mais altruísta e humanitário. E juntas, então, têm o condão de despertar nas pessoas o dom da piedade, da caridade e a disposição de ajudar o próximo.





Vamos então refletir sobre os significados dessas palavras que têm o poder de mudar o nosso jeito de ser e nos fazer desencadear tanto bem. A primeira delas é empatia que, segundo o INPA – Instituto de Psicologia Aplicada, pode ser classificada em três tipos:




Empatia cognitiva

Capacidade de entender como o outro sente e, até mesmo, o que ele está a pensar.




Empatia emocional ou afetiva

Capacidade de compartilhar os mesmos sentimentos de outro indivíduo. Há determinadas pessoas que chegam, inclusive, a “sentir” a dor do outro, no seu coração



Empatia compassiva

Vai além de compreender e compartilhar sentimentos. A pessoa age e ajuda os outros o quanto pode.




As outras duas palavras transformadoras de atitudes são:



Ressignificação

De acordo com a neurolinguística, é o método utilizado para fazer com que pessoas possam atribuir novo significado a acontecimentos, por meio da mudança de sua visão de mundo.



Solidariedade

Que como nos ensina o dicionário, é o sentimento que leva alguém a se dispor a ajudar outro ou outros ou a compartilhar o seu infortúnio.




Não basta, no entanto, que essas palavras mágicas simplesmente alcancem nossas mentes e nossos corações.




É necessário se organizar ou fazer uso das estruturas já existentes para que cada um possa doar um pouco de si e assim ajudar outras pessoas em situações de vulnerabilidade ou com alguma dificuldade circunstancial a superarem seus problemas.




Inúmeras pessoas contagiadas por esse sentimento de solidariedade tomaram uma atitude e contribuíram de forma decisiva para melhorar a vida de outras pessoas, atingidas pelos efeitos nefastos dessa pandemia, em todos os cantos do país.




Compre essa ideia e faça a diferença!
Ainda há tempo!